Ginecomastia: sintomas, causas e tratamentos

ginecomastia-300x124

A ginecomastia geralmente não é preocupante, mas pode ser muito embaraçosa ou angustiante para o homem. Compreender as causas e sintomas usuais pode ajudá-lo a lidar com o problema e encontrar a melhor maneira de tentar se livrar das mamas. Nesse artigo iremos entender um pouco mais sobre as causas e tratamentos para a ginecomastia. Acompanhe!

Sinais de Ginecomastia

O sinal mais óbvio de ginecomastia é o inchaço dos seios. Logo no início, o homem pode perceber que seus mamilos começam a se sobressair ou se tornam elevados na parede torácica. Conforme a condição se desenvolve, ele notará que há um inchaço por trás do mamilo e da aréola. O tecido mamário pode às vezes ser sentido como uma massa ou um caroço de borracha lisa.

Estágios ou graus de ginecomastia:

  • grau 1 – pequeno inchaço limitado à aréola;
  • grau 2 – inchaço moderado a significativo, espalhando-se para além da aréola, com as bordas se misturando à parede torácica;
  • grau 3 – inchaço significativo com bordas bem definidas;
  • grau 4 – significativo para inchaço grave que pode “ceder” juntamente com a feminização da mama.

Essas notas são usadas pelos médicos para descrever a ginecomastia de um homem e acompanhar como ela está crescendo ou respondendo ao tratamento.

Causas da Ginecomastia

A causa da ginecomastia é geralmente uma mudança nos níveis hormonais, mas isso, por sua vez, pode ter vários fatores diferentes. A ginecomastia é muito comum em alguns momentos da vida: para bebês do sexo masculino, em garotos adolescentes durante a puberdade e na velhice. Em todos esses momentos, os níveis hormonais podem mudar e resultar em ginecomastia.

Outras causas incluem:

  • alguns medicamentos prescritos;
  • tomar drogas recreativas (na maioria das vezes esteroides em musculação ou maconha);
  • alta ingestão de alguns alimentos (em casos raros);
  • doença do fígado ou rins;
  • condições genéticas raras;
  • tumores secretores de hormônios.

Musculação ou esteroides anabolizantes também são uma causa comum de ginecomastia. Esses esteroides interferem na regulação hormonal natural do corpo e causam um aumento nos níveis de estrogênio.

Tratamentos para ginecomastia

Antes de considerar qualquer tratamento, é sempre uma boa ideia discutir a ginecomastia com um médico. Eles poderão avaliar o problema e ajudar a descobrir o que pode estar causando isso. Além de consultar uma lista de medicamentos prescritos, eles perguntarão sobre drogas recreativas e outras possíveis causas. Os cirurgiões normalmente realizam um exame para verificar se o inchaço realmente é causado por ginecomastia e podem ocasionalmente pedir alguns testes para descartar quaisquer causas preocupantes. Uma vez feito isso, eles serão capazes de aconselhar o melhor tratamento possível.

Para os homens que têm a intenção de se livrar das mamas, a cirurgia pode acabar sendo a melhor opção. O resultado é permanente e produz um efeito de mamas aplanadas e firmes, além de um contorno torácico masculino.

Deixe um comentário